segunda-feira, 1 de julho de 2024

CONTA DE LUZ TERÁ TAXA EXTRA EM JULHO APÓS 2 ANOS DE BANDEIRA VERDE. CONFIRA.

Imagem Ilustrativa.

Após dois anos com bandeira verde, a conta de luz ficará amarela neste mês de julho, com o retorno da cobrança extra por causa do acionamento das usinas termelétricas, que funcionam mais em períodos de menos chuvas, a um custo mais elevado do que o das hidrelétricas.

Pela primeira vez desde abril de 2022, o governo acionou a bandeira amarela para as tarifas de energia elétrica, válida para o mês de julho.

Com isso, haverá um custo adicional, encarecendo a energia elétrica para famílias e empresas.

Com a bandeira amarela em vigor:

A tarifa aumenta R$ 1,88 a cada 100 kilowatt-hora (kWh).

O consumo médio em uma residência brasileira na zona urbana varia entre 150 kWh e 200 kWh (sem ar-condicionado).

Em nota, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) explicou que os fatores que levaram à adoção da bandeira amarela são:

Previsão de chuvas abaixo da média no segundo semestre (cerca de 50% menos que o normal).

Previsão de temperaturas acima da média no inverno, o que levará ao aumento do uso de aparelhos para amenizar o ambiente.

Com essa combinação de fatores, o consumo de energia deve aumentar, enquanto as hidrelétricas terão menos água disponível.

Assim, o governo precisará acionar as usinas termelétricas, que funcionam a partir da queima de combustível e são mais caras que as hidrelétricas.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras, que além da verde e da amarela, inclui a vermelha, a mais cara, incentiva os consumidores a controlarem seu consumo de energia, economizando eletricidade e reduzindo a necessidade de acionar as termelétricas.

Essa é a primeira alteração na bandeira desde abril de 2022. Ao todo, foram 26 meses com bandeira verde. Com o sistema de bandeiras, o consumidor consegue fazer escolhas de consumo que contribuem para reduzir os custos de operação do sistema, reduzindo a necessidade de acionar termelétricas. Antes das bandeiras, o repasse desses custos de operação era feito apenas nos reajustes tarifários anuais, o consumidor não tinha a informação de que a energia estava cara naquele momento e, portanto, não tinha um sinal para reagir a um preço mais alto. Dessa forma, o consumidor ganha um papel mais ativo na definição de sua conta de energia. Ao saber, por exemplo, que a bandeira está vermelha, o consumidor pode adaptar seu consumo para ajudar a reduzir o valor da conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO: 21/07/2024 GRANDE ENCONTRO COM DR. JUNIOR OS AMIGOS E AMIGAS UM SUCESSO E COM O POVO DE S.L.G-MA, SEM ENTREGA DE CAMISAS, BONÉS E COMBUSTÍVEL, PRESENÇA DO PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DICO SALAZAR. VEJA VÍDEOS.

O prefeito de São Luis Gonzaga do Maranhão, Dr. Junior realizou neste domingo dia 21 de julho de 2024, no Espaço Cuxá, grande encontro, gran...